segunda-feira, 11 de março de 2013

Pode até ser uma mentira

Deus, Deus, onde estás que não ouves as orações rezadas?
Chorei todos os prantos e lágrimas, chorei em meus versos
Que se fizeram ladainhas levadas pelo vento pra perto de ti
Chorei em poesias contando as dores com as quais eu vivi

Gritei blasfêmias, eu sei, mas como calar com toda essa dor?
Deus, Deus, será que  não me ouves por eu ser pecador?
Dizem, canso de ouvir, que sanas as dores com o teu amor
Então por que por amor me faças que seja esse tão sofredor?

Me deixa que o tempo, esse tempo que nunca mais vai voltar,
Que levou os meus sonhos, e em mim deixou tanto desprazer
Me faz que se faça amigo, e deixe comigo esse não esquecer

Talvez quem sabe a saudade, dessas que a vida se faz de viver,
Me finja ser um sonhar, não ser uma dor, talvez até eu prefira
Enganar a mim mesmo fingindo verdade essa tanta mentira.


José João
11/03/2.013



Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...