sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

Minha mais verdadeira lágrima.

Meus sorrisos... até já os esqueci, quase todos,
Foram por aí perdidos, perderam-se no tempo,
Encharcaram-se de prantos. Todos eles se foram,
Menos um que se valeu da arte de fingir
Para se fazer sorriso, esse não se foi...ficou
Aqui, coitado ainda jura que é um sorriso
Mas, na verdade, é lágrima, chorei tanto
Que fingir sorrir era outra meneira de chorar,
Por isso ele ficou, sempre o levo comigo,
Sempre que me faltam lágrios uso esse sorriso,
Uso também no meio da multidão, se choro
E todos pensam que é realmente um sorriso,
Ainda não aprenderam a ver com a alma.
Os outros, aqueles que eram feitos de sonhos,
De momentos, aqueles que nunca ouviram
Um adeus, que nunca sentiram uma saudade,
Aqueles para quem a solidão era invenção
Da alma, esses se foram, talvez se perderam
Por aí sem nunca saberem o que é ser triste,
Mas esse...  é lágrima, minha mais verdadeira
Lágrima, escondida num sorriso fingido.

José João
22/02/2.019

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Obrigado... Deus.

Não sei... sou muito pequeno para saber,
Mas... sempre pergunto: Será que mereço?
Pode parecer ridículo,  mas não busco respostas,
Tenho medo, apenas pergunto para lembrar
A mim mesmo que o universo, que Deus,
Não faz distinção, Por vezes tento saber o que fiz,
O que dei de mim, o que doei, para receber
Risos da vida, carícias da brisa, abraços do sol,
Canções de ninar nas noites frias, até mesmo
Esperando ansioso o amanhã por ter o que fazer,
Sorrisos de quem pensa em mim, me deixa perto,
Cuida para que eu saiba viver, correr entre
Os tantos sonhos que ainda poso sonhar e... realizar.
Palavras para agrdecer não existem, são poucas...
Como falar do universo infinito, e um Deus maior
Com palavras que cabem num livro?
Na minha tão peqeuna consciência humana...
Na minha ignorância do que é o universo...
Roubando a inocência da criança que ainda 
Há em mim... humildemente, digo...
Obrigado... Deus.

José João
14/02/2.018


sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

Vamos

Me dê a mão, vamos viver, andar na vida
Sem perguntar onde esse caminho vai nos levar,
Vamos seguir e que cada dia seja um novo começar,
Que os sorrisos se façam de palavras mudas...
Que o tempo nos conceda mais tempo para o que
Queremos ser ou, para o que precisamos ser.
Que cada momento se faça eterno dentro de nós...
E sintamos o pulsar de nossos corações
Como o único acorde de uma melodia divina.
Não quero ser mais do que posso ser... nem menos
Mas quero o nosso melhor dia, o mais perfeito,
Me dá a mão e vamos juntos procura-lo,
Pois o melhor dia pra nós ainda não aconteceu,
Assim como o poeta que busca no tempo
Sua melhor poesia, e a melhor, ele jura,
Ainda não escreveu. Que o tempo nos permita
Esquecer as lágrimas que já choramos, esquecer
A dor que já sentimos  e seguir, sem medo,
Façamos da vida um poema que, juntos,
Possamos mais que declamar, possamos ...
Vive-lo.

José João
01/02/2.019



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...