terça-feira, 13 de setembro de 2011

Vem, amor...


Vem, amor, não me faça esperar tanto
Não sei quem és ou onde possas estar
Mas sei que existes. meu coração diz
Te espero. Um dia haverás de chegar

Sinto teu perfume na brisa leve do mar,
Vejo tua silhueta no horizonte desenhada
Como se fosses um anjo, caminhando devagar
Me ensinando o doce prazer de esperar

Á! amor, que bom seria te botar no colo
Te fazer canção, até cantar pra você dormir
Velar teu sono e no teu sonho te ver sorrir

Vem, amor, há quanto tempo te espero tanto!
Gastei todos os sonhos pra sonhar contigo
Agora, amor, me resta apenas te ver comigo

José João

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...