quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Nem sonhos tenho mais





Nem sonhos tenho mais para sonhar,
Esperanças ficaram nas lágrimas choradas
Pelas dores sentidas que o destino me deu
E os devaneios ficaram no passado que morreu


As lembranças correram por entre o esquecimento
Belos momentos esconderam-se atrás de dores vivas.
Na carne ficaram cicatrizes abertas que sem pudor
Me lembram cruelmente que viver também é dor


Tentando fugir corri na direção de um horizonte
Como se do sofrimento pudesse me esconder
Indo por caminhos desconhecidos sem nada ter


Que me lembrasse o que fui, o que vivi, o que sou
Mas em minha alma as cicatrizes lembravam a dor
Que é só minha e vai comigo por onde eu for.


José João



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...