terça-feira, 7 de maio de 2013

Meus olhos

Meus olhos risonhos um dia brincaram com as estrelas,
Buscaram o brilho delas para refletir um outro olhar
Que como raio de luar brincava entre jardins floridos
E me olhava, e sorria, e corria dentro de minha alma
Em doces sonhos alegres, como arco iris colorido.
Meus olhos já brincaram de ir buscar desenhos,
Nas mais belas nuvens que brincavam de brincar,
Indo ao sabor do vento se fazendo desenhos novos,
Leves, soltos, com gosto de liberdade, de inocência
A enfeitar o céu e trazendo sonhos distantes,
Sonhos que os olhos preferiam ver, tão perfeitos eram,
Ou tão real era a beleza que pareciam mesmo sonhos.
Meus olhos! Viram as flores invejarem um perfume
Que vestia o vento como se fosse magia, e o vento...
Orgulhoso, volteava em serenos volteios lentos,
Para perfumar todas as flores com o perfume dela.
Meus olhos! Já viram o mar a chorar em seus pés
Querendo beijá-los, e a areia se fazia orgulhoso caminho
Como se pedisse em doce sussurro: Por favor me pisa.
Ah! Esses meus olhos que um dia viram tanta beleza!
Esses meus olhos que um dia lhe falaram de amor!
Esses mesmos olhos agora choram tristes...por que
Toda essa beleza se fez saudade, se fez essa dor.


José João
07/05/2.012



Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...