quarta-feira, 1 de maio de 2013

Meu coração é quem chora.

Cala coração, por favor cala, se teu pulsar são lágrimas...
Chora baixinho, chora sem que ouçam, sem que vejam,
A Ninguém importa tua dor de agora, de que vale gritar?
Ninguém quer saber dos teus prantos, nem te ver chorar

Acalma tua ansiedade e espera, aprende a sofrer calado
Sufoca tuas dores, te faz de vaidoso, chora escondido,
Confere com a alma as tantas lágrimas que vão precisar
Eu? Eu apenas empresto os olhos para poderem chorar

Mas, coração, não é justo. Desde quando não és meu?
Desde quando te entregaste todo, pobre e tolo coração.
Agora contigo aos prantos acham que quem chora sou eu!

Eu, que me escondo das dores fingindo sorrisos fingidos
Fazendo todas as minhas verdades mentiras verdadeiras
Me usas agora para chorar pelos teus amores perdidos?!


José João
27/04/2.013

Um comentário:

  1. Boa noite!
    O coração é assim se entrega e depois a dor é em nosso peito... Confesso que escrevestes um poema que eu hoje também escreveria, mas na tentativa não consegui achar as palavras certas e acabei desistindo e ouvindo uma canção. Beijos!
    Fernanda Oliveira

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...