sexta-feira, 17 de maio de 2013

A dor de ser sozinho

Choro sozinho minhas alegrias e tristezas, minhas angustias,
Decepções. Choro sozinho todas as minhas dores.
Não tenho com quem dividir, ou entregar todo, um meu sorriso.
Meu amigo é o meu ombro que se encosta no travesseiro
E passivamente me deixa descansar...ou até chorar.
Minhas mãos se entrelaçam nas noites, qualquer noite,
E finjo que uma é  a mão de um amigo qualquer,
A me dizer: Coragem. Estou aqui. Assim engano a alma.
Aprendi a conversar com a solidão. Aprendi a ser meu amigo, 
Canto pra mim, faço confidências de mim a mim mesmo,
Como se elas fossem de outro, até troco meu nome!
Aprendi a ser só, aprendi a fazer tudo sozinho, mas a dor
Essa que qualquer solidão traz...não choro só, não posso,
Busco a alma para chorar comigo, e juntos choramos.
Sorrir! É muito difícil, e sorrir pra que? Ninguém vê?
Até mesmo desaprendi  sorrir, sei cantar, poucas canções,
Aprendi mais aquelas que falam de adeus, de lágrimas,
Quando converso comigo contando os sonhos que sonhei,
Contando das dores que ainda sinto pelas tantas perdas,
Quando converso comigo e me ouço atentamente, percebo.
Talvez eu esteja ficando louco. falar sozinho! É loucura!
Então choro, aí não me sinto louco, me sinto apenas triste...
E sozinho como sou.


José João
17/05/2.013





2 comentários:

  1. Olá José João
    Quando conversamos com o nosso interior estamos apenas extravazando sentimentos que não cabem mais no coração. Então nos tornamos nosso próprio confidente. Um ótimo final de semana.
    Um abraço
    Gracita

    ResponderExcluir
  2. Tem pessoas que penso que gostam de ser solitárias e ficam alimentando a solidão e assim, encontrando carinho e aconchego ela fica. Bjus

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...