domingo, 13 de maio de 2012

Ilusão, apenas ilusão


Os meus sonhos agora são presságios
Amor e destino escreveram pesadelos
Como se nada mais fosse preciso
Como se a vida fosse feita pra vive-los

Assim minha alma chora em plena primavera
Deitada na relva, acariciada pelo vento
Que lhe beija docemente e pergunta da tristeza,
Mas a alma apenas geme a dor eterna do momento

E eu? Menos alma, mais gente e mais pecado
Grito em desespero as mentiras do amor
Ilusão passageira, mentirosa em que a dor
Se faz de vida e vai onde a gente for

Eu! Que tantos sonhos sonhei e colori
Que tantas histórias lindas, a mim, me permiti
Pensar, criar, me permiti sonhar para viver
Hoje... não sei o que o destino me faz ser


José João

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...