sábado, 5 de maio de 2012

Canto ou Pranto?


Canto o que nem sei mas é preciso
Talvez com o canto a tristeza vá embora
Levada pelo vento não importa para onde
Com ela nem o eco do meu canto me responde

Não que importe ouvir meu canto
Que de saudade é mais um pranto
Que em sussurros se solta ao tempo
Como tristes ais, como um lamento

Que à atoa vai a lugar nenhum
Como um sonho levado pela noite
Que se perde ao tempo e não volta mais
Por que o encanto lhe ficou pra traz

Meu canto é triste como a flor perdida
Que desperta só num cruel deserto
Ou como um fiel que esperou por Cristo
E não lhe viu por não estar desperto

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...