segunda-feira, 2 de julho de 2012

Grita coração


Grita coração, bem alto, teus desencantos
Faz da vida parceira dos teus prantos
Chora. Não importa com quais lágrimas
E faz do vento caminho para os lamentos

Chora, coração, teu descontentamento
Grita a dor que te lacera a pobre alma
E se dor maior essa vida tem pra te dar
Esta, à outra dor, certamente acalmará

Segue a sorte da tristeza que herdaste
Pela perda de um amor quase infinito
E se indiferente fores a tantos outros
Vai, segue e ouve atento teu próprio grito

E se teu grito, ao mundo, não fizer eco
Não lamente tão desventurada sorte
Foi o amar quem te deu a dor que sentes
E não amar é viver dentro da morte

Segue, então, a sina que o destino te impôs
És história, tens um antes, uma agora e um depois
E toda história de amor, coração, é verdadeira
Somente se tiver sido escrita por dois


José João
02/07/2.012

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...