domingo, 14 de dezembro de 2014

...para não dizer que choro só

As vezes algumas lágrimas teimosas insistem
Em chorar saudades que nem sei se estou sentindo,
Parece que meus olhos querem satisfazer minha alma
Chorando dores que nem sei de onde vêm...
Me calo em silêncio, talvez a dor que ela sente,
E até esconde de mim, seja uma dor maior que  minha
Vontade de não chorar. Muitas vezes ela chora dores
Que já havia esquecido, sonha sonhos que não lembro.
Meus olhos marcam meu rosto com lágrimas choradas
Pela alma que nem me pergunta se quero chorar,
Mas solidário, choro com ela, como se fossemos
Um só, mas as vezes finjo, choro sorrindo as minhas.
Algumas vezes conflitamos, ela quer que meus olhos
Chorem suas dores, quando preciso chorar as minhas...
Bom é quando choramos juntos as mesmas dores,
Aí as lágrimas se derramam ao cântaros, à vontade.
Ah! Mas quando choramos dores diferentes
E ela acha que a dor dela é maior que a minha
E por isso tem direito a mais lágrimas...fecho os olhos,
E só permito que ela chore com um deles,
Com o outro choro as minhas...e as lágrimas...
Bem ...as lágrimas...

José João
14/12/2.014




Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...