segunda-feira, 30 de abril de 2012

Tua ausência


Fiquei perdido dentro da saudade que deixaste,
E vazio, por que levaste contigo pensamentos e desejos,
As horas ficaram mais lentas por tão tristes,
E as lágrimas fizeram  festa em meus olhos.
Teu adeus doeu tanto, que me fez sentir o mundo parar
Mas tua ausência. Esta parece querer parar a vida.
Tudo ficou triste, sem razão e sem cor,
Parece que tudo reclama tua falta, e faz doer mais
Tudo ti faz ficar tão perto... até teus hábitos
Insistem (lágrimas) em me falar de ti
Com se me quisessem perguntar porquê.
Sem respostas, apenas meus olhos choram.
Como ainda tua presença é tão forte?
Nas manhãs, lembro bem, teu café com pouco açúcar.
No banho, o sabonete, tuas curvas e a vontade...
No almoço, o garfo de cabo branco, não entendia
(teu lugar parece ainda hoje ti esperar)
No jantar colocavas teus pés sobre os meus (gostoso)
Nossos olhos falavam nossos desejos, e que desejos!
Inocentemente indecentes e ardentes...
Teu lado da cama, teu cheiro...Meu Deus!
Não aguento mais essa dor, essa saudade, essa ausência.
Acho que vou chorar... desculpem. Depois continuo.


José João

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...