quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Um dia amei assim


Amei um dia como nunca ninguém ama
E nem sei de onde ou como nasceu tanto amor
Tão grande que coube na alma e no coração
Sem deixar, em nenhum dos dois,
Espaço para mim mesmo. Amei como oração
Que não se reza todo dia, mas que a todo
Momento dela se precisa como abrigo.
Amei... tanto que dormia com os olhos dela
Para sonhar seus sonhos, já que os meus
Eram todos dela. Até seu perfume, em mim
Se fez fragrância viva a vestir-me o corpo,
A acompanhar-me sempre pelos caminhos
Que se faziam tantos, mas qualquer que seguisse
Me levava a ela, como se todas as estradas,
Veredas, todas as rotas ou rumos fossem
Como o arco-íris, parando sempre no mesmo lugar.


José João
31/10/2.012



2 comentários:

  1. Bravo.... Bravíssimo!!! Que poema lindo João, vc está se superando a cada dia. "Amei... tanto que dormia com os olhos dela.Para sonhar seus sonhos, já que os meus eram todos dela. Até seu perfume, em mim, se fez fragrância viva a vestir-me o corpo..."
    Encantador, apaixonante, tocante esse trecho... Parabéns meu querido.

    ResponderExcluir
  2. José João maravilha ...Você não é 10 você é 1000 amigo que discorrer maravilhoso ...lindo...envolvente ...Sem palavras mais ...És uma pedra rara viu Um abraço carinhoso do seu amigo Pedro Pugliese

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...