quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Criar versos? A alma cria


Criar versos?! Que a alma crie, eu crio prantos
Para que os versos da alma se façam encantos
Crio lágrimas para que as histórias se façam vivas
E deixo que elas, às poesias, se tornem cativas

Deixo que lágrimas e prantos se façam ao mundo
Aquarelas pintadas com a cor de sonhos perdidos
Tela divina desenhada no tempo por dores vividas.
Que os versos da alma contem essas dores sentidas...

Alma e poesias, versos e lágrimas, eu e os prantos
Alma que cria seus versos, talvez por tão carente
Eu que choro meus prantos por apenas ser gente

Ah! Esses versos! Essas poesias! Essa minha alma!
Fazem dos meus olhos fábricas de tantos prantos
Como se estes fossem acordes de um triste canto


José João
24/10/2.012





Um comentário:

  1. lindo Josè João ...muito lindo...como se fossem acordes de um triste canto ...è a migo difícil não transformar em lagrimas e pranto ...Um grande abraço Pedro Pugliese

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...