terça-feira, 27 de março de 2012

Quem as estrelas pensam que são?



As estrelas desapareceram, fugiram se esconderam,
Se esconderam entre nuvens, talvez por vergonha,
Vaidosas como são, com seu brilho de azul estrela
Não permitem brilho maior, ficam raivosas e tristonhas

E eu? Ra! Eu fico a lhes ouvir seus tantos queixumes
Também as flores, como as estrelas, reclamam. Invejosas
As flores, coitadas, invejam teu tão doce e meigo perfume
As estrelas invejam esse teu belo olhar de rainha majestosa

Ah! Essas estrelas se fazem belas, mas existe beleza maior
Se lustram tanto se fazem luz, se fazem no espaço brilhar
Mas coitadas quem são elas ante a luz celeste de teu olhar?

Ah! Essas estrelas, coitadas! Choram sobre a própria beleza
Se fazem distantes, inacessíveis, se fazem inalcançáveis até
Mas sabem que de ti elas são súditas e delas és a... princesa.


José João




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...