sexta-feira, 9 de março de 2012

O rouxinol





Aquele rouxinol 
Que canta em tua janela,
Foi ele que roubou minha voz
Me deixou apenas o pensamento
E a vontade de te dizer
Tudo que agora ele diz.
Ouve. Que belo o seu canto
Entretanto são minhas palavras
Que ele com sutileza transformou
Em belas notas musicais.
Admiras certamente do seu cantar
A beleza, mas é que neste canto
Estão as mais belas palavras
Que um dia sonhei te dizer.
Ouve. Escuta do rouxinol
A maravilha do seu canto. Mas olha
Sempre ele se vira para o lado, 
É lá onde estou escondido
É que ele sempre repete
O que quero te dizer.
Como minhas palavras são únicas
As mais belas que poderia imaginar
Que pudesse traduzir 
Tudo que sinto por ti,
Mas para embelezar o momento
Pedi que ele cantasse
Enfeitando com música a poesia
Para que jamais esquecesses.
Mas os outros rouxinóis
Ao ouvirem este canto, 
Estas minhas palavras, 
Também quiseram aprender
E com a beleza aprenderam.
Então, por onde andares, 
Se ouvires o canto de um rouxinol
Sorria e sonha comigo, pois são
Minhas palavras, que esse 
Rouxinol amigo está te dizendo outra vez.


João João





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...