quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

O fingidor





Vou fingir que sou poeta
E ser tão bom fingidor
Que finjo chorar na hora certa
E finjo até que é dor


Vou fingir que finjo tudo
Vou até fingir que minto
Vou fingir que naci mudo
Para não dizer o que sinto


Vou fingir que deus existe
Fingir que sou poeta e blasfemar
Não preciso de um deus para ser triste
Só preciso de uma dor para chorar


Agora vou fingir que sou criança
Que ainda não aprendeu ser feliz
Não lhe permitiram ter mais esperança
E por isso finge não saber o que diz


José João

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...