sábado, 8 de dezembro de 2012

De muito além


Não sei quais caminhos me trouxeram até aqui.
Veredas sem rastros deixados por ninguém
Estradas perdidas sem margens e sem chão
Ou sonhos adormecidos, loucura sem razão?

Quais desconhecidos caminhos me trouxeram?
Fiz rastros por entre estrelas? Ou apenas voei?
Percorri labirintos e neles um dia me encontrei
Na imensidão de um mundo de onde não sei

Talvez seja um intervalo, elo perdido no tempo
Um ponto comum entre dois mundos distintos
Uma cria divina parida no amor de dois infinitos

Dois universos que do amor se fizeram refém
Entre nuvens se esconderam e até hoje existem
Invisíveis por serem constelação de muito além


José João
09/11/2.012





Um comentário:

  1. Bravíssimo,amigo João!

    Muito lindo como todos.

    Parabéns!

    Seu blog está em meus favoritos e aqui delicio-me com tantas maravilhas!

    Ótimo domingo

    Abraços

    Donetzka

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...