quinta-feira, 21 de junho de 2012

Agora és lágrimas


Agora és as lágrimas que meu coração chora,
Agora és a saudade que ficou como canção,
Guardada no tempo, na alma, dentro de mim
Como triste queixume de um mais triste coração

Agora és os sonhos que ficaram, que restaram
Como lembranças de momentos quase eternos
Que se fizeram na alma cicatrizes tão profundas
Que até canções e orações se fizeram moribundas

És agora o grito desesperado de um peito aflito
Um grito que começou como sussurro, um gemido
Que se fez eco e vai entre pedras a procura do infinito

És agora distante recordação mas como se de ontem
Que vai comigo como sempre, como pedaço de vida
Como saudade que entra e para sempre na gente fica


José João
21/06/2.012









Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...