sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Lágrimas ... para florir

Se "é preciso chuva para florir" meus olhos...
Sim, meus olhos, estão prestes a serem jardins,
Tanto são os prantos que saem como chuva,
Por vezes orvalho, quando a dor é menor
Que a saudade, outras é tempestade, quando
Uma dor maior que todas atropela a saudade
E se faz dona de mim. Por tanta carência...
Pelo vazio que ficou com aquele adeus, triste,
Dito no silêncio de palavras apenas murmuradas,
Por essa ausência que insiste em se fazer viva,
E até pelos sonhos mortos, um dia, minha alma,
Que não se cansa em fabricar lágrimas...
Fará nos meus olhos, uma verdadeira primavera,
Se "é preciso (apenas) chuva pra florir"...
Meus olhos vão além, fazem das lágrimas,
Prantos e dos prantos, chuva forte, e a alma,
Semeia, as sementes de um flor que só nasce
Nos olhos dos amantes, por isso quase ninguém vê.
É uma flor linda, talvez com um semblante triste,
Mas de pétalas luzidias, uma flor de nome saudade
Que floresce nos olhos de quem, por amar,
Só precisa de lágrimas... para fazer florir

José João
12/08/2.016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...