quarta-feira, 23 de abril de 2014

Infinito... é um pedaço da saudade que sinto

O infinito está bem aqui, dentro de minha saudade,
Naquele olhar que me deste, em que a ternura
Gritava inocente a eternidade de um amor verdadeiro.
Tantas e tantas vontades, janelas que se abriam
Para o céu levando nossos sonhos, como se lá
Estivessem guardados, se fizessem nossos segredos.
Tudo se fazia tão ternamente puro, talvez tenha sido isso,
Um amor perfeito...e aqui, tudo é muito pouco para tanto.
Só não essa saudade carinhosa e doce como teu perfume
Que ainda me embriaga quando sozinho vou correndo
Pra te esperar no caminho que o sol desenha no mar,
Quando lá do horizonte parece que são teus olhos
Brincando de me fazer sentir tua presença dentro de mim.
Flutuo em meus pensamentos e entre inocente e pecador
Me deixo ficar nos sonhos que sonho contigo,
Como inocente te faço oração, te rezo em poesias
E como pecador, me deixo levar pela vontade virgem
Da mulher que um dia me fez  fazer o infinito
Apenas um pedaço da saudade que sinto agora,
Que se faz de sempre, de tanto, de tudo... até de vida.


José João
23/04/2.014




Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...