terça-feira, 3 de maio de 2016

Um amar sem depois

Quero amar, mas um amor diferente, sem palavras,
Um amar risonho, onde até as lágrimas
Se façam alegres, gritando no rosto coisas
Que só elas sabem dizer. Que os olhos
Gargalhem como risos incontidos de criança,
Um gargalhar que faça a alma jogar-se ao tempo
Vivendo a magia da eternidade em cada momento.
Quero um amar assim... divinamente simples,
Viver nas pequenas coisas um infinito de prazer.
Quero um amar inocente, vazio de medos...
E cheios de amanhãs repletos de nós dois,
Fazer da simplicidade de cada acontecer
Uma história...preciso amar assim, brincando
De ser criança, de ser gente, de ser eu,
Brincando de buscar sonhos e faze-los verdade,
Vive-los na mais completa harmonia...
Como se sonhar e viver se confundissem...
Quero amar assim, sem coerência, sem razão...
Sem antes, sem depois, assim... como se sempre
Fosse apenas nós dois, preciso amar assim.

José João
03/05/2.016








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...