domingo, 20 de setembro de 2015

É como eu vivo agora

Um imenso mundo de tristeza rouba minha alegria.
Meus momentos, cheios de divinal beleza,
Se perderam no tempo, correram para o vazio do nada...
Mas não posso esquece-los, nem aos meus sonhos,
Mesmo perdidos, mesmo sem poder encontra-los
E vive-los outra vez...mesmo assim, ainda são meus.
Muitas vezes me perco em lágrimas dentro da solidão
E não consigo ver os caminhos que devo seguir...
Me perdi dentro de mim, mesmo que a saudade
Me lembre quem fomos, Me escondo entre os medos
De ir ou de ficar, não há lugar em que possa estar,
Que essa dor, que não passa, não vá comigo, lembrado
Que um dia existimos, nos sentimos. Ah! Essa dor!
Me faz não querer estar em lugar nenhum, sem que,
Pelo menos, tua saudade não esteja comigo, enganando
Essa amargura que se faz tanta...que em mim parece
Estar viva como se já morasse dentro de minha alma.
Mas é preciso seguir, viver outros momentos...
Sentir outras dores, chorar outras lágrimas...e lá vou eu,
Feito ave ferida, que por cansaço pára nos campos...
Pedindo forças para voar, sem saber até onde chegar
Triste, como se a tristeza fosse o mesmo que viver

José João
20/09/2.015


Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...