terça-feira, 21 de junho de 2016

Ser triste é o de menos

Ser triste... é o de menos, já nem me importa,
O que me preocupa é... como vou poder viver
Se um dia essa saudade tua for embora?
Me desespero, me entrego angustiado ao pranto,
Só em pensar minha alma treme, soluça...
Ajoelha-se em oração solene e implora em rezas
Que aprendeu rezar desde aquele adeus,
Que num silêncio afogado em lágrimas foi dito
Sem que nenhuma palavra fosse ouvida...
Desde aí a saudade se fez plena, se fez vida,
Me acalenta os dias, brinca de ti trazer de volta,
Brinca me dizendo que ela é uma gaveta
Que fica em mim cheia com teus guardados,
De coisas que deixaste por não poderes levar...
Como sorrisos, olhares, beijos, até os bom dia
Sonolentos, um bocejar numa manhã alegre,
Porque a noite se fez repleta de nós dois.
Me diz também que ela é um pedaço completo
De ti que ficou comigo e se choro... docemente
Ela me diz: Valeu a pena, tua vida pode ser triste
Mas nunca será vazia...ser triste é o de menos...


José João
21/06/2.016




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...