sábado, 19 de março de 2016

Quem sabe da alma do poeta???!!!!

Oh! Pobre criatura, a mim dizes, e que ridículo!
Conhecer do poeta sua alma! Será que pensas
Que o poeta é esse que tu imaginas que vês?!
A mim farás rir, se pensares assim outra vez.

O que sabes do poeta  dessa dor de agora?
Ora cala-te. Põe-te a ver tua própria alma
Que essa dor talvez sejas tu quem chora
E o peta te trás nos versos essa doce calma

Diz-me, olhando nos olhos, será que acreditas?
Quando dizem que os poetas têm medo de amar?
Coitada! Ainda ouves essas mentiras malditas!
Ora, vês! Ao poeta também é prazeroso chorar

Razão de viver?! Isso as pobres almas buscam
Essas que se entregam às passageiras paixões
Os poetas vivem pelo tanto que eles amam
Que fazem de pousada, infinita, seus corações

E se um dia a mim vieres com tuas dores?!
E se meus versos, te aplacarem o dissabores?
Se for esse teu sentir, essa tua dor uma tragédia?
Quem sabe o poeta te faça dessa dor uma comédia?

Ora! Pobre criatura, a mim dizes, e que ridículo!
Conhecer do poeta sua alma! Será que pensas
Que o poeta é esse que imaginas que vês?!
De te sentirei pena se pensares assim outra vez

José João
19/03/2.016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...