domingo, 1 de setembro de 2013

Respostas que a vida me dá

Respostas, a vida me dá com palavras duras, palavras rotas,
Com dores doídas buscando minha alma, voando soltas.
Respostas a vida me dá gritando no silêncio onde guardo
Meus segredos: Beijos negados, os tantos nãos escutados,
Os adeus,  fantasmas como mariposas em volta da luz
Em volteios cegos, grita nomes que as lágrimas sabem de cor.
Meu grito eloquente, sai dos meus olhos, como prantos
Quando ouço as respostas que a vida, irônica, me dá,
Gargalhando entre os prazeres do amar que não senti,
Do querer que nunca foi além de uma ilusão nascida morta.
Respostas a vida me dá matando meus sonhos criança,
Me trazendo, já hoje, as dores que sentiria amanhã,
Fazendo das horas, fragmentos perdidos do tempo
Que se vão como trapos voando, levados pelo vento.
Respostas a vida me dá todos os dias, à sua vontade,
Me fazendo passageiro clandestino da vontade de sonhar,
É tanta solidão que apenas a vontade de sonhar...me basta
Não tenha pretensão de mais - me responde a vida -


José João
01/09/2.013













Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...