sábado, 9 de abril de 2011

Mais um sonho


Foi apenas mais um sonho,
Desses sonhos que não se deve sonhar
Por que fazem o amanhã mais triste,
Desses sonhos que nascem mortos
Mas deixam a tristeza viva,
Doendo cruelmente dentro da alma,
Um sonho  que ao ir-se se fez lágrimas.
Se fez solidão e faz que seja,
A solidão, espaço vazio, escuro,
Habitando dentro da gente
E nos cabendo todo dentro dele mesmo.
Foi apenas mais um sonho
Como todos os sonhos que ousei sonhar,
Que ainda criança se fizeram moribundos
Nem esperaram o alvorecer
Para dizer adeus, se foram,
Antes mesmo de senti-los sonhos
Se foram como se o destino
Não lhes permitisse crescer
Para que nem esperança houvesse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...