segunda-feira, 9 de abril de 2018

Coisas da solidão

As vezes penso que a solidão é um lugar...
Cheio de nada...de onde quase não se pode sair.
Outras vezes, penso que é um caminho que leva
A lugares distantes, um caminho sem marcas,
Por não ter chão, sem margens para não ter paradas,
Em que ir ou vir é o mesmo que estar...outras vezes,
Penso que a solidão é uma história que ningém sabe contar
Porque pra ela as palavras são tão poucas, sem sentido...
Só com lágrimas se conta, porque só elas dizem 
O que a alma sente e quer dizer. Ah! Essa solidão!
Parece ser dona do tempo! As horas se arrastam lentas,
As noites se alongam e o alvor do dia fica distante,
Como se não quisesse chegar, como se ela, a solidão,
Tivesse medo do dia, como se não fosse sempre a mesma.
As vezes, quando a saudade se faz de verdadeira oração,
Quando se busca, mesmo só, mesmo na solidão,
Momentos que se viveu, ainda que seja a saudade
Mais dor que lembranças, mesmo assim, a solidão
Fica menor, e se pode, pelo menos, fingir um sorriso
Que não se tem mais.

José João
09/04/2.018

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...