terça-feira, 22 de agosto de 2017

Ah! Se todos soubessem o que é amar!

Como sinto pena daqueles que riem quando eu choro
Mas que nunca sentiram a alegria, mesmo triste,
De uma saudade, de buscarem momentos vividos,
De sorrirem sozinhos na terna loucura dos amantes
rsrsrs que parecem ridiculamente com gente que ama,
Que se entregam ao amar sem medo de lágrimas,
Sem medo dos amanhãs, e se tiver que chorar... chora.
Choro se a dor é maior que eu, mas por maior que seja,
Nunca será do tamanho do sentimento que senti e vivi.
Choro se a saudade insiste em me fazer chorar,
Aos amantes é permitido tudo isso, a eles, com certeza,
Só não é permitido não ter lembranças, não ter sonhos,
Não ter guardados na alma, beijos que nem foram dados,
Saudade de momentos que não aconteceram...
Também não é permitido que não viagem no caminho
Que o por do sol desenha no mar, estrada mágica
Que leva o amante além, muito além, até do tempo...
Que o leva onde apenas ele pode chegar. O amante
Caminha por estradas sem chão, sonha com os olhos
Abertos brincando de voar em horizontes distantes...
Sinto pena... de quem não sabem o que é estar vivo.

José João
22/08/2.017


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...