quarta-feira, 19 de julho de 2017

Ontem, queria apenas sentir saudade.

Ontem escrevi versos que não queria escrever...
Só queria sentir a saudade que sentia, apenas isso.
Buscar sonhos a tanto sonhados, momentos que vivi
Na plenitude de uma entrega em que até a alma
Se entregava toda e plena, sem reservas e sem medos.
Ontem queria apenas não fazer nada, só pensar,
Sentado na frente de mim mesmo, mas ... percebi... 
Eu era o único que poderia se ocupar de mim,
Então escrevi versos tristes de histórias que perdi
De viver. Me entreguei aos ontens e aos amanhãs,
Esfreguei as mãos como se uma fosse de um amigo,
Me encostei no meu ombro e chorei, e fiz versos,
E me escrevi sem rima, com palavras soltas, perdidas,
Cheias dos vazios que nem percebia existirem.
Me fiz versos incompletos, versos rasgados, rotos,
Soltos pelo tempo indo sem me levar, apenas indo.
Eram poesias sem alma, mesmo cada palavra
Doendo como fosse um açoíte perverso da solidão
Que riscava os versos cheios com minhas lágrimas.
Ontem, escrevi dores que não queria escrever.
Queria apenas sentir saudade...

José João
19/07/2.017


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...