sexta-feira, 21 de julho de 2017

Hoje é tão fácil dizer: te amo!

As vezes me perco em pensamentos distantes,
Em sonhos já quase perdidos para fugir da dor de agora,
A saudade do que fui, mesmo angustiante, ainda dói menos.
Meu medo, o temor do que não quero sentir, se faz forte,
Por mais que tente ver, sentir, viver o que gostaria de ser
Parece tudo muito distante, perdido no vazio do tempo.
Meus sentimentos se alvoroçam, vem a vontade de amar
E a alma se faz viva, se faz desperta para entregar-se,
Mas se esconde dentro da incerteza, desse medo 
Que se sente quando as palavras ouvidas nada dizem.
Um, eu te amo, quando não é dito com alma, um dia
Se faz angustia, depois tristeza, e... depois, nem 
Se faz saudade se faz decepção e dor, muita dor...
Queria apenas sentir a saudade do que já fui,
Saudade de mim mesmo, até dos arrependimentos
Do que não fiz, sinto saudade, bem mais doida,
Mas hoje a dor é maior, é sentir-se que o falar
Não é verdadeiro, que o olhar não busca a alma,
Só vai até ali, onde é tão fácil chegar... lugar nenhum
Porque não existe amar, só um mero querer.

José João
21/07/2.017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...