terça-feira, 11 de julho de 2017

Amar... sempre vale a pena.

Não me lembro de alguma vez ter amado pouco,
Sempre me entreguei, intensamente, todo e pleno,
Sempre fiz do amar um oceano, límpido, puro,
Um mar diferente, cheio de lindas estrelas,
Flores, beijos, carinhos, palavras cheias de zelo,
Belos sentimentos. Um mar, onde mergulhava 
Sem medo, nos sonhos coloridos e risonhos,
Nos olhares cheios de ternura que gritavam
Te amo, na certeza de que cada amanhã seria
Maior a vontade de ser mais, ser mais completo.
Sempre amei assim, como se viver fosse isso.
Não me lembro de alguma ver ter chorado pouco,
Sempre me entreguei, intensamente, todo e pleno
Sempre fiz do adeus, das despedidas um oceano
De lágrimas de prantos, um mar diferente
Cheio de estrelas cinzentas, caídas como fossem
Pedaços de dor. Um mar onde se mergulha
Na saudade que fica como doloridas lembranças,
Cheio de solidão, de silêncio, onde as carícias
Se perdem e se vão se como sombras mortas.
Não me lembro de alguma vez ter amado pouco,
Ter chorado pouco,ter sofrido pouco... mas
Opa! Acho que estou amando outra vez... 
Vale a pena.


José João
11/07/2.017


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...