quinta-feira, 20 de abril de 2017

Um triste... eu te amo

Trago alguns versos rotos e poesias inacabadas,
Algumas flores que juntei pelos caminhos
Porque os jardins estão mortos, 
As flores foram olhadas com tristes olhares,
Regadas com salgadas lágrimas choradas
Pela dor, pela angustia, pela monotonia
Dos dias tristes e murcharam. Não trouxe sorrisos,
Perdi-os, não encontrei nenhuma razão para sorrir.
Mas trouxe esses pedaços de saudade que ficaram
Presos na alma, uns pedaços de lamentos...
Até eles se perderam, o tempo pensou 
Que fossem orações e os levou no esquecimento.
Trouxe também esse resto de mim que te grita
Sem ser ouvido, que te ama sem nunca
Ter sido amado. Ah! Também trouxe prantos...
Muitos prantos, desde aquele adeus que ouvi,
Que ainda se faz vivo, que me segue onde vou,
Cheio de angustias, mas tem alguns momentos
Que me confundo se vivi ou se sonhei.
Mas ficam como se estivessem tão longe...
Que não os vejo, apenas sinto no vazio de mim.
Não te trouxe flores, te trouxe apenas esse triste
Eu te amo, tantas vezes repetido sem que...
Nunca tenhas ouvido. Mas...eu te amo... ainda..


José João
20/04/2.017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...