quarta-feira, 1 de março de 2017

Um dia...

Nunca te esperei, mesmo sendo maior a distância...
Sempre te levei dentro de mim, nem nos caminhos
Que percorri sozinho, nem nos horizontes distantes
Onde meus sonhos repousavam todos cheios de ti.
Não te procurava, apenas te sentia dentro da alma...
Como fosses a vida florindo em eterno encanto.
O tempo, que sempre faz o esquecimento acontecer,
Se fez tão pouco, tão pequeno, que a saudade,
Essa saudade que te traz todos os dias, sorri irônica,
Como se nada fosse maior que esse ser todo teu, 
Para sempre. Nunca mais caminhei sozinho
Por que te levo dentro de mim desde sempre, te vejo,
Te sinto, te respiro, sem nem saber onde estás...
Mas não importa. Todas as minhas vidas foram tuas.
Ainda nos amanhãs, nos mais distantes, vou estar
Repleto de te por que não há tempo nem distância
Quando as almas se amam. Amar assim é tanto
Que não foi permitido tanta perfeição no mundo...
Tão imperfeito...tão pequeno para o que somos.


José João
01/03/2.017
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...