quinta-feira, 9 de março de 2017

A loucura dos poetas.

Dizem que os poetas são loucos. Mas que loucura?
Por apenas sentirem prazer na dor que sentem?
Por permitirem que a alma se deleite chorando prantos
Que contam histórias que ninguém ainda viveu,
Nem mesmo o poeta? Mas ele inventa amores,
Inventa saudades, até finge alegrias que não sente!
Por que são loucos os poetas? Por apenas brincarem
Com a solidão e dela fazer versos? Mas a dor do poeta
É diferente das dores que os outros sentem, e muito,
A dor da saudade que o poeta sente é cheia de ternura,
Tanta quanto a eternidade que viveu nos momentos
De um amor maior que tudo, do tamanho do sentir
Que só o poeta sabe viver. Ao poeta, maior que a dor,
É a certeza da entrega ao sentimento mais perfeito
Que alguém pode ter vivido. Os poetas amam assim,
Loucamente, intensamente, sem medo, sem temores,
E se a dor do depois, quando o adeus é dito, chegar
O poeta se desmancha em versos louvando a sorte
De ter amado tanto. E chora com lágrimas alegres
O privilégio de amar assim, como amam os anjos.
Se a dor do poeta é muito grande, ele sorri,
Com a certeza de que o amor que deu...
Foi muito maior.


José João
09/03/2.017


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...