segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Plenamente todo teu

Foste tanto, e bem sei o quanto te vivi
Que te fiz minha alma em plena vida
Me fiz que viver fosse contigo existir
Tanto que, dentro de mim, te escondi

Ora! De que valeriam meus sorrisos
Não fossem eles todos...todos teus?
Não seriam risos seriam caricaturas
De sorrisos que não seriam meus

Tanto te amei que me fiz devoto servo
E deixei que me desses a teu contento
Até meu mais silencioso pensamento

E a ele jamais permiti que fosse além
De ser todo... e apenas teu e... sempre
Até exigi que os anjos rezassem amém


José João
27/02/2.017


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...