sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Os gritos de meus olhos.

Acho que eram lágrimas, os gritos que saiam
Desesperados dos meus olhos, pedindo que te buscasse
No tempo ou nos sonhos que lentamente se apagaram
Entre as dores. Também não sei sei se eram
Pedaços de saudade misturadas com angustias,
Com vazios de solidão que me faziam sentir essa tua
Ausência, como fosse falta de tudo, de sonhar e...
Até viver, de sentir na alma a ansiedade de esperar
Os amanhãs (desde hoje ficaram tão tristes!!)
Talvez até fossem gritos desesperados de minha carência
Tentando mentir para a tristeza, que "piscava" gentilmente
Pra minha alma (a tristeza é tão falsa!) querendo
Lhe fazer morada, não fosse um pedaço de um dia,
Que nem lembro mais, só lembro que teu olhos,
Ternamente me disseram: Te amo. Aí, um sorriso
Tímido tomou meu rosto, espantou a tristeza...
Já bastavam a angustia, a solidão e a saudade
Para fazerem as lágrimas, aos gritos, saírem
Desesperadas dos olhos, que um olhar demente
As levava a lugar nenhum...mentindo que...
Te buscava.


José João
10/02/2.017


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...