quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Alguém já viu o rosto do meu silêncio?

Diz-me, a mim, como é o rosto do meu silêncio?
Já o viste alguma vez? Ele existe mais forte,
Bem mais forte que eu e nele não acreditas!
Ah! Esse meu silêncio de imperturbáveis traços!
As vezes um rosto sereno, outras vezes duro,
Rígido nos traços, mas não o vêm. Quem, por favor,
A mim me diga, como é o rosto do meu silêncio!
Meu silêncio que, sem palavras, explode em verdades
Faz-se a beleza de gritar para a alma o que sinto,
E o que só ela ouve. As vezes confundem meu rosto
Com o rosto do meu silêncio, muito mais forte,
Muito mais elegante, muito mais plácido e verdadeiro,
Muito mais confiável, ele diz tudo melhor que eu.
Mas não o vêm, não conhecem o rosto do meu silêncio
E por isso pensam que não existe. Mas coitados, e rio.
Acreditam facilmente em minhas palavras, ouvem-nas
E apenas por isso as pensam verdadeiras. Palavras rsrs
Qual delas tem apenas uma face? ?Quem jura que disse
O que queria dizer? Mas acreditam nas palavras
Porque a elas lhe dão o meu rosto. Mas o silêncio
que tem seu próprio rosto, e talvez por isso...
Não o entendam. Alguém já viu o rosto do meu silêncio?


José João
23/02/2.017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...