quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Acho que minha alma te inventou

As vezes te acho uma invenção de minha alma carente,
No desespero de não estar só, te inventou pra mim,
Te fez verdade, te escreveu dentro de mim...e depois...
Pela perfeição do que se chamam amor...te fez saudade
E hoje és como uma poesia que só sei sentir,
As palavras são poucas, quase nada para dizer quem és.
A criação perfeita de uma alma que só sabia chorar
Tristezas e solidão, hoje ela chora saudade, dói menos.
Minha alma te fez toda e te cultuou em mim...
Bem lá dentro dela, te eternizou como relíquia divina,
Assim como se fosses a essência de uma existência
Que faz a vida ser plena, intensa, cheia de certeza
Que o amor existe e muito mais perto do que se imagina,
Dentro da gente mesmo. Com certeza minha alma
Te inventou, não te deu nome, porque um nome
É tão pouco, (não se consegue nomear a perfeição)
Te fez um mistério, nada é mais belo e fascinante.
Quando minha alma te inventou, foi que aprendi
Que para o amor... não precisa um rosto, só alma.


José João
02/02/2.017


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...