quinta-feira, 21 de julho de 2016

Sem tempo para sonhar

Hoje não tive tempo de sonhar,
Apenas minha saudade foi buscar momentos
Que haviam se escondido no tempo
Em algum lugar perdido dentro da alma.
Sentei comodamente em frente ao nada
Deixando a saudade ir, voar, perder-se
Nos tantos horizontes onde poderia ter,
Pelo menos, teus rastros ou...um pedacinho de ti.
Deixei que os olhos fingissem, em exagerada ternura,
Te verem entre as tristezas, e a incontida vontade
De te ver voltar. Sorri um sorriso triste...
Desses que se sorri para enganar as lágrimas.
Murmurei nomes, blasfêmias, rezei orações vazias,
Orações que a alma inventava como se as rezas
Se fizessem estradas, caminhos no tempo
Para que não te perdesses de mim...
Já tão perdido nos vazios que deixaste,
Mas como não haviam mais sonhos pra sonhar...
Como não haviam mais horizontes pra te procurar...
Como só haviam lágrimas, deixei que escrevessem,
Docemente, teu nome em meu rosto...


José João
21/07/2.016
(Fortaleza - CE)

Um comentário:

  1. Sempre há sonhos pra sonhar e viver senão, que sentido tem a vida se não alimentarmos nossos sonhos?

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...