quarta-feira, 6 de julho de 2016

Essa saudade que ainda me faz ser teu...

Que minha alma sempre esteja atenta 
Ao teu sentir. Que esta saudade infinda
Sempre seja oração a ser rezada com teu nome
Numa entrega que vá até além do tempo,
Muito além do que possa a vida ser vivida,
Apesar da dor, essa dor que toda ausência faz,
Desse vazio que fica como se tudo fosse menos,
Como se até viver nem mais fosse preciso...
Ainda assim...dentro dessa angustia sufocante,
Meus olhos, em prantos, sorriem mesmo triste, 
Quando um sonho, que fugiu do esquecimento,
Me chega cheio de ti, e como se fosses um anjo,
Desses que ensina a amar e faz morada na gente,
Se deita comodamente dentro da alma, que cativa,
A ele deixa ficar e cuida pra que nunca se vá.
Assim, a mim tu fazes. Te fizeste maior que tudo,
Me tomaste de mim e te fizeste tão maior 
Que me hospedei em ti, dentro dessa saudade
Que insiste em dizer que ainda sou teu.

José João
06/07/2.016

Um comentário:

  1. Poesia boa é assim, nos convida a fechar os olhos e deixar o pensamento fluir para além da imensidão de nossa existência. Ah, essa Saudade!!! só ela pra ensinar onde vamos chegar, mesmo apertando e por vezes tirando pedaços do nosso ser.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...