quinta-feira, 30 de junho de 2016

Nos meus sonhos... te amo tanto!

Te vi ontem. Até senti teu perfume, sorri contigo,
Ah! Esse teu perfume, doce perfume de anjo mulher.
Toquei teus cabelos, minhas mãos tremiam, suavam,
Olhei teus olhos, bem dentro deles, brilhavam sorrindo
E toda tua beleza se refletia no tempo ao abrir-se em luz.
Minha alma, por ti tão perto, na comoção do momento,
Entregou-se a um leve e sutil desmaiar e, lívida,
Murmurava entre lágrimas felizes e alegres sorrisos,
Silenciosas confissões de segredos guardados
Desde quando os sonhos, como presságios mágicos,
Vieram me contar de ti. Me perdi, as palavras
Se atropelavam, corriam do peito ao tempo, loucas,
Perdidas num dizer que não diziam e nem sabiam,
Uma mudez inesperada fez minha alma aflita
Implorar aos olhos que te falassem, te gritassem,
Te confessassem todo aquele sentimento que, agora,
Incontido, explodia em profusão... coitados dos olhos!
Que num olhar demente, extasiado, nem sabiam
Se te admiravam ou falavam o que a alma queria te dizer.
Mas de repente um mundo acorda dentro de mim,
E te vejo indo no caminho que um por do sol 
Fez especialmente pra ti... e ti vi ir... lentamente...
Para um mundo onde só mesmo meus sonhos
Podem te encontrar. Mas ficou guardado em mim
O por do sol em que foste, Nem me viste...
O sonho era só meu...mas mesmo assim: te amo


José João 
30/06/2.016


Um comentário:

  1. Linda inspiração! há sonhos pelo qual a gente dormiria a vida inteira.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...