domingo, 8 de maio de 2016

Quando se aprende amar

As vezes a gente sofre tanto que aprende a amar,
Um amor diferente, puro, inocente e sem medo,
Sem temor das decepções, sem medo dos amanhãs...
Porque fomos muito além de nós...muito além.
As vezes se sofre tanto, que amar é a única
Maneira de se ficar vivo, aprendi com os prantos,
Os tantos que chorei. Quantos adeus já ouvi!
Quantas palavras mudas me machucaram a alma!
Quantos silêncios já me invadiram o pensar
Com doloridos vazios! Me fazendo resto de mim!
Foram todas essas lágrimas, esses vazios e adeus
Que me ensinaram amar. Não peço que me amem,
Apenas amo, não peço amanhãs, apenas amo,
Não peço promessas de amor eterno nem infinito,
Não peço nem ao menos esperanças, aprendi...
Não me prendo a sonhar com o que me dizem,
Apenas amo, Amo intensamente e sem reservas,
Se um dia houver um adeus...eu amei..
Se não fui amado, não fui eu quem perdeu tempo!
Tenho a saudade para lembrar que amei.


José João
08/05/2.015







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...