segunda-feira, 23 de maio de 2016

Minha liberdade

Gosto de correr entre meus sonhos em total
E plena liberdade, brincar de solidão, se for preciso,
De chorar fingindo sorrir, de fazer versos soltos,
Cheios da liberdade de dizer, de se fazerem completos,
Se para isso houver dor suficiente. ou incompletos... 
Se não houver tristezas para rezar ou contar.
Quero minha liberdade de amar, de sofrer,
Minha liberdade cheia de loucuras, de desejos,
De me entregar sem medo de chorar nem
Dos amanhãs. Voar sem rumo, a procura 
De corações desocupados, vazios, carentes
Assim como o meu, escrever versos dentro deles
E fazê-los parecidos com um por do sol,
Sempre belo e diferente todas as tardes. 
Quero a liberdade das poesias, invadir corações
Sem pedir licença, encher almas e olhos  de lágrimas
Pela emoção dos sentimentos que provocam.
Quero a liberdade de um pássaro admirando 
Uma flor, do gorjeio indo ao mundo em acordes
Desconhecidos e únicos. Quero a liberdade
De te amar eternamente, de gritar dentro de mim
Que, mesmo sem saber quem és...te amo.
Quero essa minha liberdade


José João
23/05/2.016


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...