domingo, 29 de maio de 2016

Meus guardados na alma

Coloquei tudo que pude e o que o amor me permitiu,
Dentro da alma. Segredos, saudades, carências...
Tudo...um amarrotado de lembranças mal guardadas,
Palavras não ditas que até talvez, se ditas, teriam
Mudado o rumo, modificado os dias... duvidas...
Quem sabe até me fizessem bem mais triste...
Não que seja de todo triste, só a maior parte de mim.
Ah! Quantos adeus estão guardados dentro da alma!
Alguns gritados com um olhar rancoroso...
Outros sem rancores, mas cheios de tristeza, lágrimas,
Alguns gritados em silêncio com o olhar perdido,
Volteando demente, os vazios que se faziam 
Pedaços de tempo, de amanhãs cheios de prantos.
Dentro da alma guardei com cuidado tudo que pude, 
Poesias inacabadas, recitadas no silêncio de mim,
Repletas de momentos que esqueci de viver...
Guardei noites, guardei até sonhos...mas esses...
Ainda hoje os guardo nas minhas noites,
Nas manhãs, no acordar do dia, escondo-os
Sob os travesseiros, e vou fingir viver.


José João
29/05/2.016







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...