domingo, 14 de fevereiro de 2016

Quando esquecer é impossível

Vivi momentos intensos, infinitos, eternos...
Momentos que faziam os sonhos serem tão pouco,
Tão pequenos, que passavam sem que eu percebesse,
Tanta era a intensidade do sentir os momentos, 
Viver um sentimento que se fazia maior que a vida,
Ou, pelo menos, a própria vida, cheia de nós dois.
Não é apenas lembrar, o que faço agora é viver...
Viver outra vez os momento dentro dessa saudade 
Que me invade, que me toma, que se eterniza, 
Que se faz viva como se tudo se fizesse sempre.
O tempo se fez passivo para esses tantos momentos,
Nem se lembrou de passar, ficou nas marcas ardentes
Que ficaram dentro de mim, como fossem cicatrizes
Mal curadas mas que não doem, apenas ficam.
Até hoje minha alma sente a ternura das caricias,
Dos beijos, que teu olhar a ela nunca negou,
Até hoje ela se deita passiva à tua vontade...
Gritada por essa saudade que não tem fim...
Que te deixa toda e completa dentro de mim.


José João
14/02/2.014





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...