quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Deus e os poetas

Ah! Se pudessem os amantes, aqueles que nem têm mais
Lágrimas para chorar. aqueles que a alma não vai além,
Que, de joelhos, desmanchar-se em orações e ladainhas,,
Que a dor ensinou chorar. Quem dera esses amantes
Pudessem falar com Deus! Quem dera pudessem ser ouvidos!
Talvez até sejam, mas que adiantaria amar tanto...
Se um dia não tivessem que, aos prantos, sentirem saudade?
Sentir, no mais íntimo do ser, a dor que lhe permite
Lembrar que um dia foi feliz. Quem seria Deus
Se não permitisse a eles chorarem tristemente alegres,
Nas poesias que a vida lhes faz  sentir, mais que escrever!
Ah! Esses poetas e amantes que brincam com a angustia,
Enfeitam a tristeza com lindos risos fingidos, e...
Com a saudade, brincam como enamorados, nas noites,
Nas madrugadas, no alvor do dia que chega!
Ah! Se os poetas e amantes pudessem falar com Deus!
Talvez até pedissem mais lágrimas, mais saudades,
Mais sonhos impossíveis para enfeitar seus versos...
Na verdade, acho que Deus entende os poetas,
Se não entendesse como poderia fazê-los tão alegres
Dentro de uma tristeza... tão risonha? (Para eles)


José João
11/02/2.016


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...