sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Coisas da alma

Lindo...esse teu divino rosto que nunca vi,
Mas que me faz sonhar belos sonhos impossíveis,
Voar na imensidão de um desejo que está muito além.
As vezes, parece que o tempo me diz teu nome,
E em poesia muda, dele faço versos infinitos,
Cheios de momentos vivos, verdadeiros...
Embora nunca os tenha vivido, só a alma sente.
Te vejo nos meus mais sublimes pensamentos,
Tanto é tua presença que minhas mãos tremem,
Suam, e em sutis movimentos parecem acariciar
Teu rosto. Tanto te sinto que o ar me falta,
O coração pulsa descompassado, minha voz
Fica reticente, me faltam palavras, os olhos
Te buscam ansiosos, em desesperados volteios.
Ah! Essa minha loucura! Essa dor que tua ausência 
Insiste em se fazer, essa saudade que só sei sentir
Não sei falar. Essa falta que fazes, até seria descabida,
Por não te conhecer e te fazer um pedaço de mim...
Seria descabida sim...não fosse esse teu estar em mim.


José João
09/01/2.015




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...