terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Porque minha dor é maior?

Ah! Quantas histórias, despedidas, perdas...
Mas porque, então, a minha dor é mais doída?
Porque minha  tristeza é sempre a mais triste?
Tanto que minha voz se sufoca no soluço
Que choro entre as tantas lágrimas que saem,
Correm dos meus olhos no desespero dos gritos
Que minha alma não cala e, aos prantos, 
Pede em orações que não sei rezar, e palavras ditas,
Mais por dor que por fé se tornam vãs, vazias...
E por isso se perdem sem serem ouvidas.
Porque minha saudade é mais saudade
Que qualquer outra? Me toma, me aperta o peito,
Me faz não ter lugar, me perco entre ir e ficar,
E o sonhos que vêm, só me deixam mais triste,
E entre buscar lembranças e chorar, me divido,
Uma parte de mim vive lembranças, a outra
Vive a dor de uma ausência que se faz infinda.
Parte de mim te chama aos gritos (desespero)
Outra parte se contenta com tua saudade...


José João
01/12/2.015



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...