quarta-feira, 15 de julho de 2015

Uma história sem fim

Se um dia me contassem minha própria história...
Sentiria pena de mim, não senti por não ter tempo, 
Estava muito ocupado com os prantos, com as dores,
Com a tristeza quase mórbida que povoava meus dias,
Ocupado com as angustias, constantes companheiras,
Com a solidão parida por um adeus que gritou alto
Dentro de minha alma. Não tinha tempo de sentir
Pena de mim...viver o momento não me permitia...
Viajei por noites...engolindo prantos, soluços...
Em tanto silêncio que respirar era um grito dolorido,
Percorri caminhos cheios de vazios e perguntas...
Povoando o pensamento com temores, revoltas,
Pedaços de dias onde esperança e lágrimas
Se misturavam e se buscavam dentro de mim.
Perdi...perdi pedaços completos  que ainda hoje
Se fazem mais que dor, que pesadelo, que ausência,
Se fazem pedaços perdidos de minha alma...
Fazendo a saudade ser igual a dor que não passa.
Ainda hoje se me contassem minha história
Sentiria pena de mim, só não sinto porque 
Ainda a estou vivendo... apesar do tempo.


José João
14/07/2.015



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...